Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017
Banner_ILG

Questão racial

Um Defeito de Cor - Ana Maria Gonçalves

Um Defeito de Cor - Ana Maria Gonçalves

Fascinante história de uma africana idosa, cega e à beira da morte, que viaja da África para o Brasil em busca do filho perdido há décadas. Ao longo da travessia, ela vai contando sua vida, marcada por mortes, estupros, violência e escravidão. Inserido em um contexto histórico importante na formação do povo brasileiro e narrado de uma maneira original e pungente, na qual os fatos históricos estão imersos no cotidiano e na vida dos personagens, Um Defeito de Cor, de Ana Maria Gonçalves, é um belo romance histórico, de leitura voraz, que prende a atenção do leitor da primeira à última página. Uma saga brasileira...



Os nove pentes d'África

Ampliar / reduzir -

Em "Os nove pentes d'África", estréia de Cidinha da Silva na cena literária juvenil, tradição e contemporaneidade tecem um bordado de poesia e surpresa na tela de uma família negra brasileira.

Os pentes herdados pelos nove netos de Francisco Ayrá são a pedra de toque para abordar a pulsão de vida presente nas experiências das personagens e rituais cotidianos da narrativa.
"Cidinha da Silva é uma amiga minha que escreve como quem trança ou destrança cabelos e nos presenteia com pentes presentes cheios de passado que nos ajudam a destrinçar o futuro. Seus pentes são pontes de compreensão entre o que somos nós negros brasileiros agora, nossos avós recentes e os tais ancestrais africanos.

capa_pentes

E pontes entre nós e nossos filhos e sobrinhos, os que vêm depois de nós. Compreensão aqui que eu digo é aquele entendimento afetuoso, apaixonado até e cheio de compaixão no sentido de gratidão pelo que se é. Pelo que nós somos: família, solidariedade e contradição na difícil tarefa de encontrarmos, cada um, nosso papel de levar adiante a história coletiva e ao mesmo tempo afirmar o traço intransferivelmente pessoal do indivíduo. Estar com a mãe e nascer, ser da famíla e ir embora, constituir a sua própria (que ainda é a mesma). É aí que mora o penteado: saber qual é o pente que te penteia. Para os mais jovens, a quem se destina a princípio este livro, mas também para os nem tão jovens assim são generosas as pistas sopradas ao nosso ouvido por essa contadora de história. Escutadora atenta, agora vem a griot nos atentar doce e profundamente.

Vem aqui nos alentar deschavando nós e nos ajudando a achar laços nesse desconchavado mundo. Vem reforçar nossas ligações básicas, comunitárias, domésticas. É tão certeiro e tão bem-vindo esse livro que lê-lo me encheu de orgulho e admiração. Pelo tema e pela forma. Sei que os próximos leitores de "Pentes" sentir-se-ão gratos a Cidinha da Silva, como eu". (Chico César, compositor).

Leituras Recomendadas

Prev Next

Um Defeito de Cor - Ana Maria Gonçalves

Um Defeito de Cor - Ana Maria Gonçalves

Fascinante história de uma africana idosa, cega e à beira da...

Sangue de Mim - Polyana de Almeida Ramos

Sangue de Mim - Polyana de Almeida Ramos

Romance brasileiro que aborda o universo feminino e afrodesc...

Você me deixe, viu? eu vou bater meu tam…

Você me deixe, viu? eu vou bater meu tambor!

É uma publicação zelosa em que se pode a cada página percebe...

Cada tridente em seu lugar & outras crôn…

Cada tridente em seu lugar & outras crônicas

Estréia literária de Cidinha da Silva, arguta investigadora ...

Os nove pentes d'África

Os nove pentes d'África

Em "Os nove pentes d'África", estréia de Cidinha da Silva na...

Kuami – Cidinha da Silva

Kuami – Cidinha da Silva

Cidinha da Silva mergulha na prosa mais uma vez e traz uma h...

Procure no site

Enquete

O que você achou das funções de nosso novo portal?

Vitrola Luiz Gama

Click